30 de março de 2011

e não é que já passou?

...e eu voltei finalmente a enxergar! enxergar as chuvas de bençãos que vem pra lavar e levar a dor embora, chuvas do Consolador, porque eu não viverei olhando as circunstâncias, não me guiarei por vista, mas pelo amor do meu Deus, que opera milagres \o/...

Foram dias tristes, de muitas lágrimas e noites em claro, mas o Senhor cuida de mim, "Os que esperam no Senhor, renovam as suas forças"...Hoje fui a uma médica diferente buscar uma segunda opinião (por insistência do marido e da mãe) sobre meu exame e sobre a Video que farei. A GO de hoje, foi super fria, olhou meu exame e disse na lata: Ihii só FIV pra você! disse que uma Laparoscopia é desnecessária e ponto final. E sabe o que? sai de lá feliz da vida, é! hoje acordei assim, apenas crendo, passei a ver os pontos positivos de toda situação e problema, darei um passo de cada vez, dia 26 já farei minha cirurgia, e caso comprove a esterilidade pensarei na FIV então.

No caminho pra casa eu pensei apenas no seguinte, eu tenho um problema, mas tem solução certo? é caro? Sim muitissímo, mas eu tenho perspectiva de vida, eu vou tratar e haverá vida somente. E quem tem câncer? cuja a perspectiva é a morte? Isso sim é triste e desesperador...eu sou saúdavel pra Glória de Deus!

Agradeço de coração as palavras de carinho de muitas vocês, seja aqui ou por e-mail, msn e orkut, foram palavras de ânimo e conforto! Não irei mais murmurar, sei que dias dificeis podem vir, estamos todos sujeitos a isso, mas eu tenho um Salvador.

Uma vez postei uma história linda que ganhei do meu pai, sobre a árvore de carvalho gosto muito dessa mensagem, primeiro porque ele só me deu ela por nosso sobrenome ser Carvalho, quis fazer um trocadilho e segundo porque ele foi meu grande amigo, minha força, e hoje já está na glória. Reli e me lembrei dele dizendo pra eu nunca me esquecer que eu era um Caravalho...deixo um pedacinho do trecho:

"Quanto mais temporais e tempestades o carvalho enfrenta, mais forte ele fica! Suas raízes naturalmente se aprofundam mais na terra e seu caule se torna mais robusto, sendo impossível uma tempestade arrancá-lo do solo ou derrubá-lo!

27 de março de 2011

Um dificil relato...Final

Com isso chego ao fim de meu relato, sabe que escrever aliviou apesar do meu estado atual? Na verdade nem sei como consegui chegar até aqui...de maneira nenhuma fiz isso para expor minha vida pessoal, se bem que isso ficou bem exposto, mas com o intuito apenas de ajudar mulheres com o mesmo problema de infertilidade.

Continou sem entender muitas coisas, mas crendo,  nunca vou deixar de crer em Jesus Cristo, nunca vou deixar de acreditar que Deus sabe todas as coisas e tem o melhor para nós...nunca deixarei de crer em milagres nos dias hoje como o de Sara e Ana na bíblia, que eram estéreis e foram mães...mas to muito triste e magoada no momento, tento entender o meu versículo preferido: "Eu é que sei que pensamentos tenho sobre vós, pensamentos de PAZ e não de MAL para vós dar o fim que desejais, então me invocareis, passareis a orar e eu vos ouvirei, buscarme-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração diz o Senhor, serei achado de vós e farei mudar a vossa sorte" tanto que escrevo de cabeça porque o sei decor....tendo enteder mas me doi neste momento, dou graças ao Senhor, mesmo magoada e morta por dentro, por ter um útero saúdavel e óvarios, porque assim, ainda posso gerar meus próprios filhos seja da maneira que for.
Tento entender o porque disso tudo em minha vida, e sou sincera com Ele em dizer tudo isso o que estou sentindo, sentimento de não ser cuidada ou amada, mesmo sabendo que não é essa a verdade e que Ele tem um porque de tanta dor e não faz nada sem amor por mim, mas é como me sinto neste momento de "luto" sei que em algum momento vai passar e vou entender o proposito que Deus quer me mostrar, e talvez então por tudo isso que tenho que viver de forma tão horrível, minha vitória seja ainda maior e mais linda, mas no momento só consigo crer e acreditar no milagre na vida dos outros e não consigo acredita-los pra mim, não consigo ver os pensamentos de paz do versículo, não me entra na cabeça que sou estéril, essa palavra que traz tanta tristeza e ausência de vida. Li muitos relatos de mulheres com obstrução em ambas as trompas, e o marido com baixa produção de espermas, e que engravidaram milagrosamente, e sim creio que foi Deus! sei que isso pode ocorrer, só no momento não consigo ver isso pra mim. Ha como eu queria ver...mas penso que eu sendo sincera com Deus e colocando meus pensamentos de tristeza profunda, Ele assim se agrade mais do que eu ser hipócrita e dizer que pra mim está tudo bem...porque não! Não está...

Um dificil relato...Parte 6

As 15 horas busquei o Raio X e fui para o cosultório da minha GO, esperei pacientemente ela atender todas as suas pacientes com horário marcado, sentei esperar e olhava inconformada para aquelas imagens, que nada tinham de diferentes da do monitor pela manhã. Chorei ali sentada por horas a fio. Minha médica é super simpática e sempre recebe suas pacientes com abraço e beijo, e quando ela me viu já me olhou com compaixão e me deu um abraço demorado e caloroso. Eu disse a ela: Não tem mais saída para mim, acabou tudo!
Ela disse que nunca, jamais, sempre há uma saída! e abriu meu exame. De cara falou: Tati, preciso te abrir, vamos fazer uma cirurgia por vídeo porque não me conformo com seu Raio X. Passou longos 30 minutos desenhando e me explicando como e porque ocorre o processo da obstrução das trompas. Lembram da imagem do meu exame? Ela disse que só viu em toda a vida dela, 3 exames de obstrução de trompas como o meu, 1 de uma colega ginecologista também, outro de uma paciente sua, e o terceito de uma paciente de um colega também GO e dos 3 exames idênticos ao meu 2 eram falsos resultados, ou falsas obstruções pelo seguinte, minhas obstruções são exatamente simétricas, ou seja no mesmo ponto de cada lado, como numa laqueadura que o médico propositalmente faz um corte na trompa D e na E no mesmo ponto, para a mulher não ter mais filhos. Ela disse que é praticamente impossível e raro a obstrução ser no mesmo ponto em ambos os lado, deveria aparecer na imagem manchas diferentes...ai perguntei no caso dos 2 falsos resultados o que era então? Ela me disse que eram espasmos (ar), ou alteração de resultado por estresse ou nervosismo na hora do exame sei lá. Que só saberíamos pela vídeo, e que se fosse uma leve obstrução na hora veria, e quem sabe injetando novamente o líquido mas desta vez pela cirurgia não limpasse a abrisse a passagem corrigindo. Mas na verdade ela não tocou muito no assunto desobstrução, ela flou em ser isso e ter o problema ou não ter, e que se for mesmo, minha única saída é a FIV, mas que tenho útero saudável e perfeito e que posso gerar meus próprios filhos que é o que tanto desejo. Agora novamente, lembram quando falei que já havia passado por uma laparoscopia quando era novinha? Mas por um problema de gastrite? Eu tinha 14 anos na época e não tinha plano de saúde nem nada, minha mãe coitada nem sabe muito bem até hoje o que aconteceu e nem o resultado da laparospocia. Contei a minha GO ainda intrigada com a minha imagem simétrica, sobre essa cirurgia que fiz, me perguntando: será que não fizeram alguma cagada naquela época? Ela levou um susto ao saber e se arrepiou só de pensar que um doido pode ter laqueado uma menina de 14 anos e condenado ela a esterilidade pro resto da vida, já pensou? Bom isso também descobriremos na vídeo que será marcada nesta segunda, provavelmente pro ínicio do mês já, e caso seja o pior dos resultados já parto pra uma FIV, tirando dinheiro Deus sabe de onde. E se a hipótese doida do erro médico da minha primeira vídeo se confirmar, já processo o hospital onde fiz e saio com minha inseminação paga que tal? :D mas olha a imagem comparada a uma laqueadura se não é de questionar?

Laqueadura com os cortes simétricos em ambos os lados e minhas obstruções também de igual tamanho

Um dificil relato...Parte 5

continuando então...fiz a Histero na sexta pela manhã, não sei vocês, mas eu tenho uma péssima mania de consultar o pior dos médicos sempre, o Dr. Google batizado assim carinhosamente por mim :D e já tinha lido tudo sobre o exame, visto imagens e inclusive já sabia certinho o que deveria aparecer no Raio X , a imagem certinha delineando o útero e as duas trompas, direita e esquerda. E nunca me passou pela cabeça que seria diferente.
Também tinha lido, e inclusive foi a primeira coisa que pedi para o radiografista que acompanharia o médico, que o Dr. já no momento do procedimento consegue lhe dar um primeiro parecer, e o rapaz bem querido me disse que sim, que o médico daria. Daí que terminado meu exame enquanto me levantava da maca, gentilmente e com toda a boa educação que minha mãe me deu, pedi a ele se estava tudo bem com minhas trompas, e o médico desconversou, disse que iria ampliar as imagens e que só no monitor do computador não dava pra ver, que preferia fazer o laudo e minha médica me explicaria depois se estava tudo bem...ok, nessa hora meu 6º sentido aflorado me disse tudo, se tivesse tudo bem ele falaria, agora eu precisaria esperar até a manhã seguinte pra saber, eis que ao sentar na maca e olhar para a tela olha o que vejo:

Morri um pouco naquela hora eu juro, porque lembram o que escrevi sobre quem tem ambas as trompas obstruídas? Somente uma FIV. Eu conhecia aquele desenho e sabia exatamente o que eu precisava ver ali, mas cadê o desenho das minhas trompas? Pedi o radiografista que tinha sido uma bençao durante todo o processo desde a preparação ao final da Histero, pra ele apenas me confirmar o que que já sabia, que se o médico não quis falar e que se aquele era meu desenho, eu tinha problemas? Ele tentou me acalmar e disse que realmente o líquido não passou pelas minhas trompas, mas que eu não deveria me desesperar, porque ainda ampliariam as imagens e daí sim poderíamos ter um diagnóstico. Dali pra frente não ouvi mais nada do que ele disse, sai da sala em desespero, meu querido esposo me esperava ao lado de fora e me pediu se estava tudo bem e se tinha doído, desabei nos braços dele a chorar e dizer: Amor eu tenho trompas obstruídas, amor eu não acredito que não poderemos ter filhos, eu tenho problema! Ele não entendeu nada tadinho, pediu que eu explicasse e me xingou quando disse que o médico não tinha confirmado nada, que esse era meu próprio diagnóstico ao ver as imagens. Tentou me acalmar mas em vão, me trouxe para casa e eu passei horas a fio a chorar a imaginar como faria uma FIV com que dinheiro? porque comigo? porque se cri tanto no Senhor, se nunca desejei nada material, tudo que tenho Deus me acrescenta por misericórdia, não porque eu peço, não sei pedir a Ele dinheiro, nem bens, não que seja errado pedir, mas simplismente não peço nada além de felicidade e de filhos. Liguei pra minha médica e não consegui falar com ela, liguei no hospital aos prantos, e implorei a moça que pedisse ao Médico que fez meu exame, que aprontasse o laudo pra mesma tarde, porque se não eu teria que esperar até segunda-feira para ir a minha médica, eu não suportaria. Ela disse que me ligaria dizendo se seria possível, orei a Deus e clamei para que ele agisse nessa situação e em seguida a moça me liga dizendo que tudo bem, aprontariam as imagens pras 15 horas. Ainda restava uma esperança, vai que aparecia na imagem grande o fiozinho demarcando as tubas?

HISTEROSSALPINGOGRAFIA (com minhas próprias palavras e sem termos muito técnicos)

É um exame de Raio X (sim aquele Raio x normalzinho mesmo das chapas) das trompas, é feito por um médico especializado e um radiologista entre o 5º e 12º dia após a mentruação. Os depoimentos e relatos que rolam por ai de quem já fez, são de mulheres que não podem nem pensar em falar no tal exame, é porque o mesmo é feito sem anestezia e trata-se de um catéter fino introduzido pela vagina para dentro das trompas, através desse catéter é injetado um contraste (líquido á base de iodo) que literalmente pinta o útero e as trompas, pois só assim é possível fazer o Raio X e vizualizar direitinho, serve para detectar obstrução de tais, entre outros problemas como má formação do útero. A obstrução tubária ou das trompas é um dos principais causadores da infertilidade feminina, pois já que, se o canal está fechado, obstruído é impossível o espermatozóide chegar a ser fecundado e em casos de total obstrução o único recurso para a gravidez é a FIV (Fertilização in Vitro, ou como minha mãe costuma chamar ainda, bebês de proveta). A vantagem desse exame, é que quando há uma leve obstrução, o próprio líquido injetado no exame, sai limpando e abrindo passagem nas trompas e dizem que de cada 100 mulheres (que não tenham um problema definitivo) que fazem o procedimento, 50 a 70 engravidam em seguida a Histero (Bom né?).
 E o porque de tanta queixa? Primeiro pelo medo, a mulher já vai tensa imaginando um exame sem anestezia, e a probabilidade é doer mais se você não relaxar, meu 1º conselho: Vá na paz, o exame não é esse bicho de 7 cabeças o qual você lerá no Dr. Google haha, segundo, porque muitos profissionais, infelizmente não são bem preparados para realizá-lo 2ª dica: procure se informar sobre quem e onde você realizará o procedimento, terceiro porque cada organismo é um organismo, em alguns casos as pessoas podem sim sentir dor (apesar de bem suportável) e outras já não.
O que se sente? No meu caso, apenas um desconforto como no exame ginecológico, uma picadinha no momento em que é necessário pinçar o útero (coisa de 2 segundos) e uma forte cólica nos poucos minutos que o médico injeta o líquido, mas é só respirar fundo como quando vai ganhar nenê, kkk foi o que fiz, já vão treinando né? o exame em si não dura mais que 10 minutos. Algumas mulheres sentem fortes cólicas até o dia seguinte, tem pequenos sangramentos semelhantes a mentruação,e as exageradas dizem que ficam sem andar por dois dias e blá blá blá. É aconselhável apenas ficar sem ter relações por uns 2 dias depois, se tiver dor ,continuar com Buscopan.
Há e vale lembrar, que no meu caso, fiz no hospital da Unimed de minha cidade, e segui certinho as recomendações da véspera, tomei lisador de 12 em 12 horas, e Buscopan 2 horas antes e 20 minutos antes do procedimento. Não senti mais nada depois que terminou o exame, tive um sangramento de 10 minutos, sai andando normalmente, e quando cheguei em casa o sangue já tinha cessado, não tive dor nenhuma e não tomei nada de remédio, passei a tarde saracoteando na rua e to viva...então, quem nunca fez e precisar passar por uma histerossalpingografia (ô palavrão) vão em paz e sem receio, porque é bemmm tranqüilo.

Seguem algumas imagens imagens:


Catéter que é introduzido nas trompas

Imagem de uma Histero normal, útero e trompas permeaveis (pintadas)


Um dificil relato...Parte 4

Voltei a minha GO após ter feito o Beta que deu negativo, eu teria mais uma mês de indução com Clomid, fazer uso desse medicamento por mais de 3 meses não é muito aconselhavel. Minha médica se surpreendeu com meu negativo, pois tive muitos sintomas de nidação (nidação é o processo após o óvulo ter sido fecundado, em que o embrião migra para o útero da mãe e se fixa nele, ocorre em torno do 5º ao 15º dia após a fecundação e só depois disso se incia a então gravidez, algumas mulheres tem sintomas visíveis desse processo, tais como cólicas, um leve sangramento no dia que era pra descer as regras,mas depois para, um corrimento tipo borra de café, leves dores nos seios, já mas muitas mulheres não sentem absolutamente nada) após eu ter ovulado, tive cólicas (nunca tive cólica em toda a minha) e em uma noite ao ir ao banheiro me limpar, vi 2 únicas gotinhas de sangue no papel, e leves enjôos, o que me fez crer que era minha hora. Com a surpresa do negativo, minha GO me solicitou um último exame por desencargo de conciência, me pediu pra fazer o tão temidoooo e mal falado exame de histerossalpingografia, até o nome mete medo né? gente, sempre fui forte pra tudo, já inclusive fiz uma cirurgia no estomago quando era novinha pra retirar uma úlcera de gastrite, nunca fui muito de me queixar de dor ou de doença, mas confesso que li relatos horripilantes sobre este exame, sobre a recuperação e fiquei apavorado quando ela me solicitou. No próximo Post vou explicar sobre ele e como foi o meu. (Porque também tive dificuldades de achar informações sobre e porque não li nada muito positivo).

Um dificil relato...Parte 3

Não pedirei desculpas pelas longas postagens, primeiro porque quem realmente se importar comigo e com minha história, irá ler até o final, e segundo porque como disse, desejo que esse espaço e meu copartilhar sirva pra ajudar muitas outras que passam pelo mesmo problema (fortes emoções ainda virão). Por isso sempre colocarei nomes de medicamentos, dosagens e tudo mais, porque eu mesma encontrei dificuldades em achar informações na internet e experiencias, tudo muito pouco relatado.
Continuando...partimos para o 2º mês de indução, desta vez com a dosagem do medicamento ajustada, fiz o uso do Clomid então em Fevereiro tomando 3 comprimidos de 50 mg ao dia, 150 mg por 5 dias mas desta vez do 3º dia da mentruação em diante. Clamei muito ao Senhor pelo meu tratamento, pedi que Ele agisse sobre a medicação e certa da vitória agradeci por Sua bondade no dia anterior da ultra de controle. No 10º dia do ciclo fiz então minha ultrasonagrafia (quem faz tratamento a base de indutores precisa acompanhar com esse tipo de exame do 10º dia do ciclo em diante, geralmente de 3 em 3 dias para ver a evolução dos folículos, infelizmente alguns médicos apenas receitam o medicamento e não pedem a ultra, diminuindo assim as chances de um tratamento com sucesso), pra honra e glória do Senhor eu tinha um folículo dominante crescendo com 12 mm (para um fóliculo romper e o óvulo sair, ele precisa ter de 16 milimetros pra mais na semana em que a mulher entra no perído fertil, lá pelo 14º dia do ciclo). Sai radiante sabendo que foi Jesus quem me deu, 5 dias depois repeti a ultra e o folículo tinha então 25 mm e era meu período fértil, mas ele ainda não tinha rompido, e para garantir que não perdêssemos esse mês de tratamento, minha GO me receitou uma injeção abdominal de um medicamento chamado Ovidrel (caroooo pra caramba) e que eu precisaria fazer a aplicação na mesma noite e ter relações pelos 3 dias seguidos de meu período fértil. 3 dias depois fiz a última ultrasonografia, meu folículo tinha rompido e liberado um lindo óvulo, só faltava a fecundação que novamente não ocorreu. Chorei muito me revoltei, porque cri, em todo tempo eu cri que Deus não faz nada pela metade, Ele sempre faz a obra completa e tinha me dado o folículo e tinha conduzido o tratamento semana após semana dando vitória e operando pequenos milagres visíveis a cada dia, só para constar, essa injeção é muito difícil de encontrar hoje em dia, liguei em todas as farmácias de minha cidade, em várias do PR e do RS que ficam ao lado e ninguém tinha o bendito Ovidrel pra romper meu óvulo, clamei pelo socorro do meu Senhor e milagrosamente senti o Espirito Santo me mandar ir a pé a uma farmácia perto de casa, não sei se eu já tinha ligado lá ou não, mas quando pedi a moça sobre o remédio que eu procurava, pasmen, tinha uma última dose (por sorte só precisei de uma) ou seja, uma única farmácia, uma única dose, foi Deus quem preparou para mim. Vi o seu cuidado em todo o momento e acreditei que tinha engravidado, mas pra minha tristeza mais um negativo...entendi que Deus me mostrou que Ele conduz as coisas de forma perfeita porque nos ama, mas ainda não era o tempo Dele pra mim, não devia ser uma barganha, mas eu precisava continua a crer a partir dali, e foi o que fiz, “Em tudo daí graças” graças dei ao Senhor por um mês onde O senti ao meu lado em todo o tempo, me cuidando e me dando vitórias, apesar de não ter conseguido meu sonho...

Um dificil relato...Parte 2

Nas últimas vezes que eu escrevi no blog, decidi não compartilhar meu tratamento inicial a base de indutores, quis me preservar e tentei falar de coisas do cotidiano, haa e só pra constar abre aspas, (lembram do episódio do sabão líquido? Não recebi comissão até hoje e voltei para o OMO, não dizem que mãe ta sempre certa? Pois é, nada como OMO (OMO quero comissão) a minha tinha razão)fecha aspas.
O fato é que eu também não quis parecer desesperada ao dizer que passaria ao uso desses medicamentos indutores, sendo que eu era treinante a apenas 2 meses. Muitos médicos, a maioria na verdade preferem que suas pacientes tentem engravidar naturalmente por 1 ano antes de investigar ou diagnosticar algum problema certo? Errado, acho totalmente errado, quando você já traz no seu histórico alguma “anormalidade” como no meu caso que tive SOP e nunca mentruei regularmente. Eu já havia contado, sobre minha SOP, vou flar sobre o problema em um próximo post, vocês podem dizer: Haaa todo mundo sabe o que é SOP, mas errado de novo, agora que preciso contar sobre meus tratamentos a muitas pessoas, como família e amigos, percebi que muita gente nunca nem ouviu falar do problema, mas esse é um assunto para mais tarde. O que ocorreu é que mesmo após anos de anticoncepcional próprio para o problema, e mesmo ele estando totalmente controlado como também já contei e meus ovários limpos, ainda assim meus ciclos não regulam e não mentruo naturalmente. O que levou a abençoada da minha GO diagnosticar a necessidade do indutor, porque segundo ela, mulher que não mentrua, dificilmente ovula, sem ovular impossível engravidar. Desta forma em Dezembro fiz meu 2º ciclo de tentativas sendo o 1º com o uso de indutor, utilizei o medicamento Clomid na dosagem de 100 mg do 5º ao 10º dia após mentruação ( a qual precisei fazer descer com medicamento também, Farlutal) e no 10º do meu ciclo fiz a primeira ultra-sonografia de controle de ovulação, resultado, nenhum folículo ou seja, sem chances de engravidar neste mês, detalhe, eu nem havia ainda entrado no tal período fértil e já um balde de água fria, ok, vamos em frente para uma nova tentativa...

Um dificil relato...Parte 1

Depois de muito pensar, em escrever ou não escrever, em me privar ou me abrir, decidi transformar meu estado atual em “utilidade pública” divulgando no blog, porque de todo o coração, espero com isso ajudar a muitas outras que virão depois de mim, então compartilharei não só da minha dor, mas de meus tratamentos, de minha fé, esperança e um dia, eu creio, de minha vitória também...me coloco a disposição, sinceramente, pra responder quaisquer dúvidas de quem tenha os mesmos problemas que eu (sou PHD em ginecologia e reprodução humana já), pra ouvi-las se necessário ou simplismente pra orar por quem precisar...

Agradeço minhas novas seguidoras, tanto tempo que não venho aqui e só hoje pude conhece-las e desejo sinceramente ser bençao na vida de vocês, e usar este espaço como uma ferramenta para o bem.

Não espero que com meus relatos daqui pra frente, sintam pena de mim, e sim que compartilhem apenas da minha história, não lhes escreverei sempre com tristeza no coração, mas na maoria das vezes plena de esperança no Deus vivo tentando trazer um pouquinho dessa minha vontade de vencer que  trago em meu peito.
Um beijo no coração de cada uma, e ao sair feche a porta.

Tati.